sexta-feira, 25 de março de 2011

Planos de Aulas de História - 9º ANO - 2008/2009/2010

9º ano - Início do ano letivo

2008

1ª aula
Apresentação, leitura e comentários sobre as “Instruções para o ano de 2008”.

 Reflexões sobre História

Leitura do texto e resolução dos questionamentos.

As diversas faces de um conceito – As palavras em nossa língua podem ter sentidos variados. A palavra história pode ser entendida de diversas maneiras:
_ História: ficção – Os livros de aventura, as novelas de televisão e os filmes nos contam histórias de pessoas, de lugares, de acontecimentos muitas vezes inventados para chamar a nossa atenção ou nos distrair. Essas histórias são inventadas pela imaginação humana e são chamadas de histórias fictícias ou de ficção.
_ História: vida real – Os fatos reais que acontecem no dia-a-dia, tanto de uma pessoa como de um país, podem ser chamados de história da vida real. As lutas, os sonhos, as alegrias, as tristezas, os acontecimentos marcantes constituem a vida real de cada um e tornam-se a sua história.
_ História: ciência – Um outro sentido ainda pode ser dado à palavra história: História, ciência que estuda a vida humana através do tempo. È este sentido da palavra história que nos interessa. Vamos entender como os homens  organizaram-se e desenvolveram-se no passado, chegando aos dias de hoje. É importante ressaltar que a História está interessada tanto na vida dos homens do passado como dos homens atuais, de forma que é uma ciência do passado e do presente, um e outro inseparáveis.
01 – Cite exemplos próximos de você de:
a) história de ficção:
b) história da vida real:
c) história como ciência:
02 – Para que serve o estudo da História? Responda com suas próprias palavras.

O problema da verdade – Leia, agora, uma lenda da Índia sobre a dificuldade humana para compreender a realidade.
     Numa antiga cidade da Índia viviam seis cegos. Eles sempre ouviam falar do majestoso elefante do Rajá (príncipe). Até que, um dia, resolveram examinar diretamente o grande animal.
     Chegando perto do elefante, o primeiro cego conseguiu colocar a mão na sua barriga. Então, gritando, disse:
     _ O elefante é como um muro.
     Porém, o segundo cego segurou numa das presas e, ouvindo o amigo, protestou:
     _ Não, o elefante é pontiagudo e duro como uma lança!
     O terceiro cego, agarrando a tromba, discordou:
     _ O elefante é como uma serpente.
     O quarto cego pegando a enorme perna do elefante, disse:
     _ Vocês estão loucos: o elefante é como o tronco de uma árvore!
     O quinto cego, ouvindo a confusão dos amigos, decidiu saltar para cima do animal. Segurou, então, uma das grandes orelhas do elefante e disse:
     _ Todos vocês são idiotas se não percebem que o elefante é um grande leque de abano.
     Por fim, o sexto cego, cuidadosamente segurou a cauda e disse:
     _ Calem-se todos. O elefante é uma corda resistente.
     Os cegos, pegando uma parte do elefante, conheciam apenas uma parte do animal. Entretanto, cada cego era muito orgulhoso. Pensava que sua parte correspondia ao todo, criando toda a confusão.
     A mensagem dessa lenda serve de alerta para muitas situações. No estudo da História, por exemplo, muitas pessoas comportam-se como os seis cegos da Índia. Percebem e compreendem uma parte da realidade e concluem, orgulhosamente, que descobriram a verdade.
     Essas pessoas se esquecem que o saber humano é seletivo e limitado. É seletivo porque cada historiador seleciona a área que quer estudar, seleciona o que mais lhe interessa. É limitado porque, por mais ampla que seja a sua pesquisa , ela atinge apenas parcela da realidade. Pois a tarefa de conhecer é sempre infinita.
03 – Qual a mensagem da lenda sobre os seis cegos da Índia?
04 – O saber histórico é seletivo e limitado. Explique esta afirmação com suas próprias palavras, sem copiar do texto.

A verdade histórica – Como grande parte dos historiadores atuais, creio que não existe a tal “verdade histórica” definitiva e absoluta. Cada época faz a sua própria história, sempre respondendo perguntas que cada época faz a seu passado.
     A história acumulou numerosos conhecimentos e interpretações sobre os fatos, que vão acrescentando pedaços e facetas do conhecimento à chamada “verdade histórica”. É como se uma câmera cinematográfica filmasse uma cena de diversos ângulos e perspectivas. Nenhuma foto contém toda a cena, mas o seu conjunto se aproxima do que chamaríamos de visão global.
     Cada pesquisador e cada estudioso acrescenta uma nova perspectiva ao conhecimento, que para cada um deles é a “verdade”. (Laima Mesgravis)
05 – Para a autora, existe uma verdade histórica definitiva e absoluta? Por quê?
06 – Como a autora compara o trabalho dos diferentes historiadores? Explique.

Quem faz a história? – A História pode ser vista de duas maneiras: como os fatos do passado, que têm íntima relação com o presente e o futuro, e como o estudo desses fatos, que é feito principalmente pelos historiadores, que são aqueles que pesquisam esses fatos e escrevem sobre eles.
07 – Por que isso acontece?
     Todos os homens participam dos fatos, isto é, fazem a História, mas são poucos os que aparecem nos livros de História. São poucos os homens que são estudados pelos historiadores. Por que isso acontece? Poucos jornais se preocupam em noticiar que os moradores de um bairro pobre se reuniram no fim de semana para limpar a rua e plantar árvores na pracinha. Mas, se o presidente da República se encontrou com um dirigente de outro país, esta notícia estará em todos os jornais.
08 - O que você pensa sobre isso?
     Os jornais noticiam os fatos que acham mais importantes para os leitores e para a população. E quem decide se os fatos são importantes ou não geralmente são os donos e diretores dos jornais, que com freqüência estão de acordo com quem manda no país. Também os livros de história trazem mais fatos referentes à vida dos governantes do que notícias sobre os governados (o povo, em geral).
09 – Quando você assiste diversos telejornais as notícias são mostradas de maneira semelhante? Por quê?
     Mas você sabe que todos nós fazemos a história do Brasil. Você, seus professores, os autores dos livros em que você estuda, seus colegas, seus parentes e amigos constituem uma parte da sociedade brasileira. Essa parcela estuda, trabalha, vota, etc. Numa nação democrática, esses grupos de cidadãos devem atuar politicamente, e com isso ter uma participação maior na história do país.
     Entretanto, na distribuição da riqueza produzida por todos, alguns são mais beneficiados do que outros. Os donos e diretores de grandes empresas, os dirigentes políticos possuem mais dinheiro e poder que um cidadão comum. Por isso, chamam mais a atenção dos jornais do que o povo pobre. E isso explica por que existem mais documentos sobre os atos dos governantes do que sobre o que o povo e os pobres fizeram.
10 - O que você pensa sobre isso?
     Essa situação cria problemas para o historiador, pois existe o risco de ele contar a História apenas do ponto de vista dos governantes e dos grupos poderosos (lembra-se da lenda dos cegos?). Isso pode acontecer por falta de documentos sobre os governados ou por interesse do próprio historiador, que pode dar mais importância a uns do que a outros.
     Mas, precisamos saber que, o mais importante para a História é o povo brasileiro, que é o nosso principal herói, o que inclui os índios, os negros, os brancos, os pobres, e não se resume a mostrar uma lista de heróis, datas e fatos. Essa história é interessante e útil, porque nos ajuda a entender melhor a sociedade em que vivemos e a participar de suas transformações. Porque nós fazemos a história do Brasil.
     Mas ninguém faz a história sozinho. A principal característica do ser humano é viver em sociedade. E é junto com os outros, aprendendo, trabalhando e vivendo coletivamente, que o homem participa da história. É interessando-se pelos outros, sendo solidário com eles, participando da vida da comunidade, da escola, do país, que cada brasileiro pode contribuir para melhorar a vida de todos e a sua própria vida. Pois o homem é o mais poderoso, mas também é o mais dependente dos animais.

Conclusão – Assim percebemos que para estudar História não é preciso decorar um monte de nomes e datas, que o mais importante é aprender a desenvolver um pensamento crítico, não acreditar em tudo que vemos e lemos. Pois a História é uma ciência que nos ajuda a pensar melhor o nosso presente!
11 – Você agora é um historiador, e vai escrever um livro de história, elabore um plano para que a história deixe de ser uma seqüência de fatos das vidas dos ricos e poderosos e passe a se preocupar também com a parcela dos trabalhadores e pobres. Detalhe o seu plano.

Revisão do conteúdo da 7ª série

Parte 1 – Produzir um texto, na forma de um diário sobre uma viagem a 5 locais e povos estudados no ano passado. Procure pensar nos 4 conceitos do texto “Reflexões da História”, para escrever um bom texto histórico. Mínimo de 45 linhas. Dê um título criativo.

Parte 2 – Produza 10 desenhos coloridos e explicados, 2 para cada local e povo.

2009
Revisão do conteúdo do 8º ano

Parte 1 – Imagine um personagem bem curioso, que consiga viajar pelo tempo, durante a Idade Contemporânea e o Período Monárquico. Produza um diálogo entre este personagem com pessoas que viveram neste período, de forma que eles expliquem para ele os diversos acontecimentos estudados no ano passado. O diálogo deverá se iniciar com uma pergunta do personagem curioso, seguida de uma conversa que seja suficiente para que ele entenda o assunto e encerrar com uma conclusão do personagem.

OBS: Com consulta nas apostilas, “O que estudamos no ano passado”, do livro Nova História Crítica de Mário Schmidt.

Conclusão – Definir:
  • revolução
  • Revolução Inglesa
  • Liberalismo político
  • Iluminismo
  • Revolução Francesa
  • Revolução Industrial
  • Socialismo
    Apresentar as definições para a turma através de mímica, para que possam identificá-las.

Finalização: entregar a atividade com capa (com desenho e título originais), contra-capa (com cabeçalho e introdução apresentando a atividade, com um mínimo de 10 linhas) e conclusão (texto com tudo o que você aprendeu sobre este assunto, com um mínimo de 10 linhas).

Análise e reflexão sobre o filme “Cinema Paradiso”

Parte 1 – Produção de textos
     Após assistir o filme Cinema Paradiso, produzir 4 textos:
  • A história de Totó (auto-biografia)
  • A história do cinema (narrativa)
  • A vida nas aldeias italianas (descrição)
  • A história de Totó por Alfredo (narrativa argumentativa = dissertação)

Parte 2 – Reflexão
a)     A ação de Alfredo mudou a vida de Totó? Comente.
b)     Você acredita que suas ações possam mudar a História? Comente.
c)     Quem constrói a História? Comente.
d)     O cinema é importante para a ciência História? Por quê?
e)     O filme “Cinema Paradiso” é um filme europeu, quais as suas diferenças para um filme do padrão americano?
f)      Comente sobre a música do filme.
g)     Se você fosse escrever sua autobiografia ela se relacionaria com a evolução de alguma coisa? O quê?
h)     Então escreva a sua história e construa essa relação.

Parte 3
     Produzir 5 desenhos coloridos e explicados sobre cenas significativas do filme.

Última parte
Arte e criatividade com o tema: “O cinema e a História”.

Comercialização
Produza um cartaz de propaganda com texto publicitário, slogan e desenho colorido com o mesmo tema da última parte.

Finalização: entregar a atividade com capa (com desenho e título originais), contra-capa (com cabeçalho e introdução apresentando a atividade, com um mínimo de 10 linhas) e conclusão (texto utilizando as idéias das questões do início da unidade e tudo o que você aprendeu sobre este assunto, com um mínimo de 10 linhas).


2010

O desenvolvimento está nos detalhes

     Após a leitura do texto, “O desenvolvimento está nos detalhes”, de Cláudio de Moura Castro, promover a discussão baseada nos seguintes pontos: (classificar os treze exemplos em cinco) categorias:
a)     respeito à integridade e ao tempo dos outros,
b)     o destino dado ao lixo,
c)     preocupação com a qualidade final de produtos e serviços,
d)     falta de acesso à informação,
e)     utilização otimizada de recursos físicos;
pense e escreva sobre:
·         as pequenas atitudes que você e os seus colegas praticam na escola, na sala-de-aula e durante a produção de atividades, que prejudicam o bom rendimento de nossa escola;
·         as suas propostas para otimizar o dia-a-dia de nossa escola, sala-de-aula e produção de atividades.

A era do imperialismo

2008

Parte 1 - Vídeo sobre a Primeira Revolução Industrial
     Carta de um viajante brasileiro à sua mãe contando uma viagem à Inglaterra. Sua carta deverá ter:
  • local e data,
  • saudação inicial,
  • 5 parágrafos: 1º - sobre como era a Inglaterra antes da Revolução Industrial.
                            2º - sobre o início da Revolução Industrial a as primeiras máquinas.
                            3º - sobre a reação dos trabalhadores,
                            4º - sobre as conseqüências da Revolução Industrial,
                            5º - com uma conclusão do viajante;
  • saudação final e nome.

Parte 2
     2ª carta onde o mesmo viajante continua sua viagem, agora pelos locais de expansão da Revolução Industrial. A carta deverá ter:
  • local e data,
  • saudação inicial,
  • 8 parágrafos: 1º - sobre o item 1 da página 12,
                            2º ao 5º - sobre os 4 novos países industrializados,
                            6º e o 7º - sobre os 2 itens da página 14,
                            8º - com uma conclusão do viajante;
  • saudação final e nome.

Parte 3 – Tirinhas
     Produzir 6 tirinhas com 3 quadrinhos cada, com os 6 itens das páginas 15 a 17.

Parte 4 – Infográfico
     Pesquisar na internet a definição de infográfico, suas características e produzir um sobre o Imperialismo com mapa múndi localizando os impérios coloniais e quadros informativos sobre:
  • os 8 impérios coloniais,
  • o item 1 da página 18,
  • 13 pequenos quadros sobre os itens das páginas 34 a 39,
  • e um comentário pessoal sobre o texto das páginas 40 e 41.

Parte 5 – Oficina livre
     Produzir uma atividade à sua escolha com os textos das páginas 26 a 29, 32 e 33, dividida em 10 partes.

Finalização: entregar a atividade com capa (com desenho e título originais), contra-capa (com cabeçalho e introdução apresentando a atividade, com um mínimo de 10 linhas) e conclusão (texto utilizando as idéias das questões do início da unidade e tudo o que você aprendeu sobre este assunto, com um mínimo de 10 linhas).

2009
Parte 1
     Produza uma carta onde um viajante conte uma viagem pelos locais de expansão da Revolução Industrial. A carta deverá ter:
  • local e data,
  • saudação inicial,
  • 8 parágrafos: 1º - sobre o item 1 da página 12,
                            2º ao 5º - sobre os 4 novos países industrializados,
                            6º e o 7º - sobre os 2 itens da página 14,
                            8º - com uma conclusão do viajante;
  • saudação final e nome.

Parte 2 – Tirinhas
     Produzir 6 tirinhas com 3 quadrinhos cada, com os 6 itens das páginas 15 a 17.

Parte 3 – ABC do Imperialismo
     Com os textos das páginas 18 a 21 e 34 a 41, produzir o ABC do Imperialismo, escolhendo palavras-chaves para cada letra do alfabeto. As primeiras letras de cada palavra devem ser desenhadas como logotipos e preenchidas com desenhos característicos da palavra-chave e depois explicados.
     Com as letras A, B, F, I e N, as palavras-chave já estão determinadas: Alemanha (pág. 20), Britânico (de Império Colonial – pág 20), Francês (de Império Colonial – pág 20), Itália (pág 20) e Neocolonialismo (pág 18). Não é necessário utilizar as letras K, Q, X, W e Y.
     Produzir um texto sobre o Imperialismo, incluindo as palavras do ABC, em qualquer ordem e no sentido do assunto. Dê um título criativo ao seu texto.

Parte 4 - Oficina livre
     Produzir uma atividade à sua escolha com os textos das páginas 26 a 29, 32 e 33, dividida em 10 partes.

Finalização: entregar a atividade com capa (com desenho e título originais), contra-capa (com cabeçalho e introdução apresentando a atividade, com um mínimo de 10 linhas) e conclusão (texto utilizando as idéias das questões do início da unidade e tudo o que você aprendeu sobre este assunto, com um mínimo de 10 linhas).

A República chega ao Brasil

2008

Parte 1 – Entrevista com D. Pedro II
     Produzir uma entrevista fictícia com o imperador D. Pedro II, com ficha técnica, 22 perguntas respondidas (2 por subitem) e uma conclusão do entrevistador com um mínimo de 10 linhas.

Parte 2 – Crônicas
     Após a Leitura do paradidático, A proclamação da República, produzir 4 crônicas. As crônicas serão escritas por um novo personagem, criado por você, amigo do Broterinho, que acompanhou calado os acontecimentos que antecederam à proclamação da República. Cada crônica englobará 2 capítulos. Produza também uma introdução e uma conclusão escritas também pelo personagem.

Parte 3 – Cartazes de propaganda
     Você trabalha em uma agência de publicidade e foi contratado para produzir 8 cartazes de propaganda para os:
·         militares (páginas 50 e 51),
·         coronéis (páginas 51, 52 e 57),
·         sertanejos (páginas 53 a 55),
·         governo brasileiro (páginas 58 e 59),
·         operários (páginas 60 e 61),
·         secretaria de turismo do Rio de Janeiro (páginas 62 e 63)
·         marinheiros (páginas 66 e 67),
·         cangaceiros (páginas 68 a 73).
     Os cartazes deverão ter 3 ou 4 textos publicitários favorecendo quem contratou o serviço, com um mínimo de 3 linhas cada e um slogan em primeiro plano. E um desenho colorido em segundo plano.

Parte 4 – Análise de gravura, gráficos e mapa
a)     gravura: responder as questões da página 65,
b)     gráfico: - responder a questão 3 da página 64,
                   - analisar e produzir 2 conclusões dos gráficos das páginas 60 e 64.
c)     mapa: responder a questão 2 da página 69.

Finalização: entregar a atividade com capa (com desenho e título originais), contra-capa (com cabeçalho e introdução apresentando a atividade, com um mínimo de 10 linhas) e conclusão (texto utilizando as idéias das questões do início da unidade e tudo o que você aprendeu sobre este assunto, com um mínimo de 10 linhas).

2009
Parte 1 – Entrevista com D. Pedro II
     Produzir uma entrevista fictícia com o imperador D. Pedro II, com ficha técnica, 22 perguntas respondidas (2 por subitem) e uma conclusão do entrevistador com um mínimo de 10 linhas.

Parte 2 – Carta
     Após a Leitura do paradidático, A proclamação da República, produzir uma carta de Broterinho para um amigo contando sobre a proclamação da República no Brasil.
     A carta de verá ter:
  • local e data (Rio de Janeiro após a data da proclamação),
  • saudação inicial,
  • parágrafo inicial,
  • 8 parágrafos intermediários (sobre os 8 capítulos do livro),
  • parágrafo final,
  • saudação final e nome.
     A carta deverá ser acompanhada e 5 “fotos” coloridas e explicadas sobre os principais acontecimentos da Proclamação da República.

Parte 3 – Cartazes de propaganda
     Você trabalha em uma agência de publicidade e foi contratado para produzir 8 cartazes de propaganda para os:
·         militares (páginas 50 e 51),
·         coronéis (páginas 51, 52 e 57),
·         sertanejos (páginas 53 a 55),
·         governo brasileiro (páginas 58 e 59),
·         operários (páginas 60 e 61),
·         secretaria de turismo do Rio de Janeiro (páginas 62 e 63)
·         marinheiros (páginas 66 e 67),
·         cangaceiros (páginas 68 a 73).
     Os cartazes deverão ter 4 textos publicitários favorecendo quem contratou o serviço, com um mínimo de 3 linhas cada e um slogan, em primeiro plano, e um desenho colorido, em segundo plano.

Parte 4 – Análise de gravura, gráficos e mapa
d)     gravura: responder as questões da página 65,
e)     gráfico: - responder a questão 3 da página 64,
                   - analisar e produzir 2 conclusões dos gráficos das páginas 60 e 64.
f)      mapa: responder a questão 2 da página 69.

Parte 5 – Análise de vídeos
     Após assistir os 4 vídeos da série 500 anos – O Brasil República na TV, sobre a República Velha,  produzir uma seqüência de 6 desenhos coloridos e explicados sobre cada um. Inicie e conclua cada filme com um texto narrativo.

Última parte – Acróstico
     Produzir um acróstico com “A REPÚBLICA NO BRASIL”, na vertical, e 18 frases, iniciadas com um verbo, na horizontal, continuando a frase.

Comercialização
     Produzir um cartaz de propaganda com texto publicitário, slogan e desenhos coloridos a favor ou contra a República Velha.

Finalização: entregar a atividade com capa (com desenho e título originais), contra-capa (com cabeçalho e introdução apresentando a atividade, com um mínimo de 10 linhas) e conclusão (texto utilizando as idéias das questões do início da unidade e tudo o que você aprendeu sobre este assunto, com um mínimo de 10 linhas).

A Primeira Guerra Mundial, a Revolução Russa,
A crise do capitalismo e a Segunda Guerra Mundial

2008

     Você é um Webdesigner e vai construir um site sobre o mundo na primeira metade do século XX. Seu site terá 24 páginas, assim distribuídas:
a)     capa
b)     contra-capa com cabeçalho e apresentação
c)     página com 3 links:  1 – cultura
                                       2 – países
                                       3 – guerras
d)     página da cultura com 2 links: - Belle Époque
                                                       - Os anos 20
e)     Belle Époque (páginas 76 e 77)
f)      Os anos 20 (páginas 90 a 100)
g)     página dos países com 4 links: - Rússia
                                                        - Estados Unidos
                                                        - Itália
                                                        - Alemanha
h)     página da Rússia com 2 links: - Rússia dos Czares
                                                       - Revolução Socialista
i)      página da Rússia dos Czares (páginas 84 e 84)
j)      página da Revolução Socialista (páginas 86 a 89)
k)     página dos Estados Unidos (página 104 a 106)
l)      página da Itália (página 107 e 108)
m)   página da Alemanha (páginas 109 a 111)
n)     página das guerras com 2 links: - 1ª Guerra Mundial
                                                         - 2ª Guerra Mundial
o)     página da 1ª Guerra Mundial (páginas 79 a 81)
p)     página da 2ª Guerra Mundial com 3 links: - Antecedentes
                                                                          - A eclosão da guerra
                                                                          - O avanço dos aliados
q)     página dos Antecedentes (páginas 116 e 117)
r)      página da eclosão da guerra (páginas 118 a 120)
s)     página do avanço dos aliados (páginas 121 a 123)

     O site deverá ter um endereço eletrônico (www.....), ser ilustrado e colorido. A atividade será realizada em 6 folhas de sulfite, dobradas ao meio, formando um livrinho de 24 páginas.

Parte 2 – Análise de gravuras, textos, mapas e gráficos
t)      gravuras das páginas 114 e 95 – analisar e produzir textos
u)     textos das páginas 96 a 99, 100 e 101, 126 a 129 – ler e reescrever
v)     mapas das páginas 80, 81 e 122 – analisar e produzir textos
w)    gráficos das páginas 80, 105 e 110 – analisar e produzir textos
esquema das páginas 92 e 105 – analisar e produzir textos
x)     conclusão.

2009
Parte 1 – Apresentação
     Produzir uma apresentação em Power Point com 13 slides:
  • capa
  • contra-capa com cabeçalho e apresentação
  • Belle Époque (páginas 76 e 77)
  • Os anos 20 (páginas 90 a 100)
  • página da Rússia dos Czares (páginas 84 e 84)
  • página da Revolução Socialista (páginas 86 a 89)
  • página dos Estados Unidos (página 104 a 106)
  • página da Itália (página 107 e 108)
  • página da Alemanha (páginas 109 a 111)
  • página da 1ª Guerra Mundial (páginas 79 a 81)
  • página dos Antecedentes da 2ª Guerra Mundial (páginas 116 e 117)
  • página da eclosão da 2ª Guerra Mundial (páginas 118 a 120)
  • página do avanço dos aliados na 2ª Guerra Mundial (páginas 121 a 123)
    Os slides deverão ser impressos ou copiados para serem entregues.

Parte 2 – Análise de gravuras, textos, mapas e gráficos
y)     gravuras das páginas 114 e 95 – analisar e produzir textos
z)     textos das páginas 96 a 99, 100 e 101, 126 a 129 – ler e reescrever
aa)  mapas das páginas 80, 81 e 122 – analisar e produzir textos
bb)  gráficos das páginas 80, 105 e 110 – analisar e produzir textos
esquema das páginas 92 e 105 – analisar e produzir textos

Finalização: entregar a atividade com capa (com desenho e título originais), contra-capa (com cabeçalho e introdução apresentando a atividade, com um mínimo de 10 linhas) e conclusão (texto utilizando as idéias das questões do início da unidade e tudo o que você aprendeu sobre este assunto, com um mínimo de 10 linhas).

A Era Vargas

2008

Parte 1 – Produção de um romance histórico
     Baseando-se no paradidático “A proclamação da República”, produzir um romance histórico com 9 capítulos, cada um com um mínimo de 15 linhas, sendo o:
  • 1º - a apresentação dos personagens e da época – página 133
  • 2º ao 6º - os itens 1 a 5 do livro – páginas 134 a 147
  • 7º - o Em Foco – páginas 154 a 159
  • 8º - o Arte e História – páginas 150 a 151
  • 9º - o Populismo – página 143.
    A história deve envolver a vida de uma família pelo período de 15 anos, de 1930 a 1945, a Era Vargas. No enredo deve-se misturar personagens fictícios aos personagens históricos e aos fatos históricos. O livro será produzido em 3 folhas de sulfite dobradas.

Parte 2 - Guia sobre os vídeos didáticos
     Produzir um guia sobre os vídeos didáticos assistidos, contendo:
a)     Sinopse: resumo do filme (mínimo de 10 linhas).
b)     Comentário: sua opinião sobre o filme, identificando 3 pontos positivos e 3 pontos negativos (mínimo de 10 linhas).
c)     Desenhos: 5 desenhos coloridos e explicados sobre cenas significativas dos filmes.

Vídeos assistidos:
- A Revolução de 30 – 42’00’’- vídeo 2
- Getúlio – 76’00’’ – vídeo 2

Finalização: entregar a atividade com capa (com desenho e título originais), contra-capa (com cabeçalho e introdução apresentando a atividade, com um mínimo de 10 linhas) e conclusão (texto com tudo o que você aprendeu sobre este assunto, com um mínimo de 10 linhas).

2009
Parte 1 – Leitura
     Após a leitura do paradidático “Os fascinantes anos 20”, produzir para cada:
1.     capítulo:
·         um novo título justificado com um mínimo de 10 linhas,
·         um desenho original, colorido, detalhado e explicado

2.     assuntos:
·         A Semana de Arte Moderna – página 6 a 12,
·         O Movimento Tenentista – página – 21 a 26,
·         A industrialização e a classe operária – página 39 a 43,
- uma história em quadrinhos com 6 quadrinhos cada.

Parte 2 – Produção de um romance histórico
     Produzir um novo livro, continuando o paradidático “Os fascinantes anos 20”, mas com os personagens vivendo agora os 15 anos seguintes, a Era Vargas.
     Seu livro deverá ter uma apresentação e 6 capítulos e o texto de apoio será:
  • Apresentação – pág. 133,
  • Capítulo 1 – pág. 134 a 135,
  • Capítulo 2 – pág. 136 a 137,
  • Capítulo 3 – pág. 144 a 145,
  • Capítulo 4 – pág. 146 a 147,
  • Capítulo 5 – pág. 154 a 157,
  • Capítulo 6 – pág. 138 a 141.
      A história deve envolver a vida dos personagens pelo período de 15 anos, de 1930 a 1945, a Era Vargas. No enredo deve-se misturar personagens fictícios aos personagens históricos e aos fatos históricos.
     Cada capítulo deverá ter uma ilustração colorida.

Parte 3 – Vídeo
     Após assistir o vídeo “A Era Vargas”, da série 500 anos – O Brasil República na TV, produzir:
·         Sinopse com um mínimo de 10 linhas.
·         Comentário: sua opinião sobre o filme, identificando 3 pontos positivos e 3 negativos.
·         5 desenhos coloridos e explicados sobre fatos significativos do filme.

Última parte
     Produzir uma bandeira para o Brasil do estado Novo, traduzindo com símbolos, seus valores. Explique-a.

Comercialização
     Produzir um cartaz de propaganda com texto publicitário, slogan e desenhos coloridos a favor ou contra Getúlio Vargas.

Finalização: entregar a atividade com capa (com desenho e título originais), contra-capa (com cabeçalho e introdução apresentando a atividade, com um mínimo de 10 linhas) e conclusão (texto com tudo o que você aprendeu sobre este assunto, com um mínimo de 10 linhas).

O mundo bipolar

Parte 1 – Cartazes de propaganda – 2008/2009
     Produzir 2 cartazes de propaganda, um dos Estados Unidos, representando o capitalismo e o outro para a União Soviética, representando o socialismo.
     Os cartazes deverão ter textos sobre os subitens:
3 – Plano Marshall e Plano Molotov – página 162 – Ofensiva política e econômica capitalista
4 – OTAN e Pacto de Varsóvia – página 162 – Alianças militares e equilíbrio de forças
6 – Conquista do espaço – página 163
7 – O muro de Berlin e a divisão da Alemanha – página 163
8 – Guerra das imagens – página 164
9 – Realidade e ficção nas telas – página 164
10 – Olimpíadas – página 165,
além de slogan e desenhos coloridos.
     Você deverá fazer um texto, com um mínimo de 15 linhas, explicando a atividade, utilizando as informações dos subitens 1 (página 160 e 161) , 2 (página 162 – O mundo como palco de conflitos) e 5 (página 163 – a coexistência pacífica).

Parte 2 – Item 3 – página 166 e 167 – 2008/2009
     Produzir 10 desenhos coloridos e explicados, 2 para cada subitem.

Parte 3 – Dissertações - 2008
     Produzir 8 dissertações sobre os itens 4 a 7 (páginas 170 a 179), 2 para cada item, uma para cada parte envolvida:
  • Item 4 – europeus X africanos
  • Item 5 – colonizadores X asiáticos
  • Item 6 – judeus X palestinos
  • Item 7 – direita (EUA e militares) X esquerda (socialistas).

Parte 3 - 2009
     Produzir para os itens 4 a 7 (páginas 170 a 179), novos títulos com explicações mínimas de 5 linhas e tirinhas com 5 quadrinhos cada.

Parte 4 – Análise de textos e mapas – 2008/2009
a)     Textos: - responder as questões 1, 2 e 3 da página 169 e a questão 5 (a e b) da 180,
                   - comente o texto da página 183 com um mínimo de 10 linhas,
                   - produza uma entrevista com 8 perguntas (uma para cada subitem) com os Beatles,          
                      com ficha técnica apresentando o grupo e conclusão do entrevistados.
b)     Mapas: comente com um mínimo de 5 linhas os mapas das páginas 163, 171 e 182.

Finalização: entregar a atividade com capa (com desenho e título originais), contra-capa (com cabeçalho e introdução apresentando a atividade, com um mínimo de 10 linhas) e conclusão (texto utilizando as idéias das questões do início da unidade e tudo o que você aprendeu sobre este assunto, com um mínimo de 10 linhas).

Análise do suplemento “Jovem Século XXI”
do jornal Folha de São Paulo - 2008

     Produzir uma resenha contendo 18 parágrafos, sendo o 1º, a introdução, o último, a conclusão e os 16 intermediários, sobre os itens do suplemento.
     Produzir depois, um texto, com um mínimo de 15 linhas, sobre um dos assuntos do suplemento, onde você deverá contar suas experiências e opiniões.

Finalização: entregar a atividade com capa (com desenho e título originais), contra-capa (com cabeçalho e introdução apresentando a atividade, com um mínimo de 10 linhas) e conclusão (texto sobre o que você aprendeu sobre este assunto, com um mínimo de 10 linhas).

Democracia e ditadura no Brasil

2008

E. M. Profª Josefa Azevedo Torres
Atividade nº 1 do 4º Bimestre
Democracia e ditadura no Brasil
8ª série A – Data: ___/___/___
Aluno:______________________________

     Com 3 folhas de sulfite, dobradas ao meio, produzir um livro de poesias com cada uma das 8 partes da unidade 7 - Democracia e ditadura no Brasil.
     Para cada parte, produzir:
- um texto explicativo com título original e um mínimo de 10 linhas,
- uma poesia utilizando um modelo diferente,
- um desenho em segundo plano.
     O livro deverá ter capa, contra-capa com cabeçalho e introdução e conclusão.

1. Empréstimos da poesia (mínimo de 3 estrofes)
    Para facilitar a criação de poemas, pode se fazer empréstimos da poesia, isto é, tomar por base algum poema que conheçam e recriá-lo, respeitando sua estrutura, ritmo e rima, mas modificando seu conteúdo. Exemplo de  “empréstimo poético”. Por exemplo, os conhecidos versos de Gonçalves Dias:

Minha terra tem palmeiras
Onde canta o sabiá;
As aves que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.

Foram assim transformados por Mário Quintana:

Minha terra não tem palmeiras.
E em vez de um mero sabiá,
Cantam aves invisíveis
Nas palmeiras que não há.
    
2. Acrósticos (mínimo de 10 linhas)
     Os acrósticos são composições poéticas realizadas a partir das letras iniciais, do meio, ou finais de uma palavra significativa para o escritor. Por exemplo:
Como vens todos os dias
Ao nosso colégio?
Rindo e conversando...
Observando minha presença.
Lentamente vais andando
Até a aula do seu Farias.      (Felipe, 10 anos)

3. Associações de palavras (mínimo de 3 associações, cada uma com 5 palavras e 1 poema com 3 estrofes)
     Esta atividade consiste em associar palavras usando sua criatividade e imaginação. Como resultado, surgem relações inesperadas ou divergentes entre palavras que servem de base para elaborar poemas. Organize uma rede de associações significativas para você, escrevendo as palavras que lhe venham à mente ao escutar a palavra-estímulo. Por exemplo, se você escolheu a palavra frio, poderá associá-la ao seguinte:
     Escreva agora um poema com a rede de associações, utilizando todas as palavras surgidas.

4. Comparações e metáforas (Poesia com um mínimo de 3 estrofes com 4 versos)
     As comparações e as metáforas são recursos literários que consistem em estabelecer, respectivamente, semelhança ou identidade entre dois elementos. Nas comparações, a relação entre dois elementos (objetos, pessoas, animais etc.) é de semelhança e se estabelece através de um elemento comparativo (é como). Por exemplo:Ele é bravo como um leão. Na metáfora, a relação de identidade significa que um elemento pode ser totalmente substituído por outro, omitindo-se o elemento comparativo. Por exemplo, ao transformar a comparação em metáfora, eliminando-se os conectivos ou elementos comparativos, ela fica assim: Ele é um leão, ou ainda Ele, um leão. Como se pode ver, a transformação da comparação em metáfora acrescenta mais conteúdo poético.
     Para estimular a criação de comparações e metáforas, sugerimos a realização das seguintes atividades:
Por exemplo:     É bom como o pão.
                          É negro como a noite.
                          É linda como o sol.
                          É forte como um touro, etc

    Peça aos alunos para fazerem uma lista de palavras que correspondam a cores, ações ou emoções e que associem mentalmente cada uma com outras palavras ou expressões que se assemelhem a elas. Por exemplo:  

 branca = neve    É branca como a neve.
 azedo = limão    É azedo como limão.

     Estimule-os a utilizar os conectivos: como, assim como, tal como, parece, tal qual etc., entre as palavras ou expressões comparativas que tenham associado.
     Escreva agora um poema, utilizando as comparações e/ou metáforas criadas individualmente ou em grupo. Por exemplo:

As quatro pernas
Da minha cadeira
Vão me levar
Para conhecer o mundo
                                 
5. Limericks (Poesia com 3 estrofes)
     Um limericks (ou verso disparatado) é unia estrofe de cinco versos. Seu nome refere-se ao povoado irlandês onde nasceu o autor desse tipo de rimas. Os dois primeiros versos rimam entre si, e também o terceiro e o quarto. O último verso repete o primeiro, embora com algumas variações. Trata-se, quase sempre, de situações divertidas ou absurdas. Exemplo:  

Uma girafa muito atrapalhada
Que não conseguia ficar penteada
Decidiu um dia fazer permanente
Mas o cabeleireiro se esqueceu da frente
Dessa girafa muito atrapalhada  (José – 9 anos)

6. Haiku (mínimo de 3)
     O haikai é um poema curto de origem japonesa. Geralmente não tem rima, possui uma estrofe de três linhas e é escrito no tempo presente. Seu tema pode relacionar-se com um pensamento ou sentimento sobre a natureza e menciona, direta ou indiretamente, uma estação do ano. Algumas sugestões para a criação de haiku são as seguintes:  

                   Ar fresco no jardim,
                   vermelhas e amarelas
                   caem as folhas. Valentina 11 anos

     Explique as características deste tipo de poema, ressaltando especialmente que ele se baseia na observação direta da realidade.

7. Poemas-diamante (1)
     Tal como o nome indica, o poema-diamante tem a forma de um losango, devido ao modo pelo qual é construído.
     Para adquirir a forma de um diamante esse poema deve ter sete versos com as seguintes características:
1ª linha: Um nome de pessoa ou coisa.
2ª linha: Dois adjetivos que descrevam o nome da primeira linha.
3ª linha: Três verbos relacionados com a primeira linha.
4ª linha: Quatro substantivos: dois relacionados com a primeira linha e dois com a sétima linha.
5ª linha: Três verbos relacionados com a sétima linha.
6ª linha: Dois adjetivos que descrevam a sétima linha.
7ª linha: Um nome oposto ou um antônimo do nome da primeira linha.
Exemplo: 


8. Poesia (1 com mesmo nº de estrofes)
Sobre os meus cadernos de escola
Sobre a minha escrivaninha e as árvores
Sobre a areia sobre a neve
Escrevo o teu nome

Sobre todas as páginas lidas
Sobre todas as páginas em branco
Pedra sangue papel ou cinza

E pelo poder de uma palavra
Recomeço a minha vida
Nasci para te conhecer
Para te chamar
 Liberdade.       

(Poesia escrita pelo francês Paul Éluard, durante a Segunda Guerra Mundial, quando a França foi ocupada  pelos nazistas.)



2009
     Com cada um dos 11 itens das páginas 190 a 219, produzir atividades originais e criativas, incluindo texto e artes.

Finalização: entregar a atividade com capa (com desenho e título originais), contra-capa (com cabeçalho e introdução apresentando a atividade, com um mínimo de 10 linhas) e conclusão (texto utilizando as idéias das questões do início da unidade e tudo o que você aprendeu sobre este assunto, com um mínimo de 10 linhas).

A nova ordem mundial

2008

Parte 1
     Você vai desenvolver com cada um dos 13 itens da unidade 8, 2 atividades. A 1ª, uma explicação com um mínimo de 10 linhas e um título original. A 2ª, é livre, você escolhe uma atividade, mas deve produzir 3 tipos diferentes.

Finalização: entregar a atividade com capa (com desenho e título originais), contra-capa (com cabeçalho e introdução apresentando a atividade, com um mínimo de 10 linhas) e conclusão (texto utilizando as idéias das questões do início da unidade e tudo o que você aprendeu sobre este assunto, com um mínimo de 10 linhas).

Guia de vídeos didáticos 2 (Revisão)

Parte Única – Produzir um guia sobre os vídeos didáticos assistidos, contendo:
d)     Sinopse: resumo do filme (mínimo de 10 linhas).
e)     Comentário: sua opinião sobre o filme, identificando 3 pontos positivos e 3 pontos negativos (mínimo de 10 linhas).
f)      Desenhos: 5 desenhos coloridos e explicados sobre cenas significativas dos filmes.

Vídeos assistidos:
- Brasil República na TV – Uma cidade que se fez de um sonho
- Brasil República na TV – No regime dos militares
- Brasil República na TV – A nova República
- Panorama Histórico Brasileiro de 1945 à Pós-modernidade
- Prá frente Brasil
- Lamarca

Finalização: entregar a atividade com capa (com desenho e título originais), contra-capa (com cabeçalho e introdução apresentando a atividade, com um mínimo de 10 linhas) e conclusão (texto com tudo o que você aprendeu sobre este assunto, com um mínimo de 10 linhas).

2009
     Com cada um dos 60 itens, produzir:
  • Um novo título,
  • Uma explicação para o novo título com um mínimo de 5 linhas,
  • Um desenho colorido e explicado.

Finalização: entregar a atividade com capa (com desenho e título originais), contra-capa (com cabeçalho e introdução apresentando a atividade, com um mínimo de 10 linhas) e conclusão (texto utilizando as idéias das questões do início da unidade e tudo o que você aprendeu sobre este assunto, com um mínimo de 10 linhas).

Análise de vídeos do Brasil-República

     Com cada um dos vídeos assistidos,produzir:
  • Sinopse: resumo do filme (mínimo de 10 linhas).
  • Comentário: sua opinião sobre o filme, identificando 3 pontos positivos e 3 pontos negativos (mínimo de 10 linhas).
  • Desenhos: 5 desenhos coloridos e explicados sobre cenas significativas dos filmes.

Vídeos assistidos:
- Brasil República na TV – Uma cidade que se fez de um sonho
- Brasil República na TV – No regime dos militares
- Brasil República na TV – Da Nova República ao Real

Finalização: entregar a atividade com capa (com desenho e título originais), contra-capa (com cabeçalho e introdução apresentando a atividade, com um mínimo de 10 linhas) e conclusão (texto com tudo o que você aprendeu sobre este assunto, com um mínimo de 10 linhas).

Atividade Extra – Campanha contra a violência

     Após o encerramento do conteúdo programático foi realizada nas aulas de Histórias de todas as turmas uma campanha para diminuir a violência. Assim, foram exibidos vídeos da TV Escola da série sobre Ética e proposto aos alunos a produção de cartazes sobre o assunto, em folhas de sulfite.
     Os cartazes foram expostos no mural da escola.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário